Quem sou eu

PEDRO RUAS tem 61 anos, dois filhos, graduado em Direito pela PUC-RS, advoga há 38 anos, especializado na área trabalhista para a defesa dos trabalhadores. Natural de Porto Alegre, filho da professora Flora Fagundes Ruas e do jornalista Isnar Camargo Ruas.
Atuou como Conselheiro Seccional e Federal da OAB; Presidente da Caixa de Assistência dos Advogados/RS e Presidente da Associação Gaúcha dos Advogados Trabalhistas (Agetra). Também presidiu a Comissão de Direitos Humanos da OAB/RS e foi Secretário de Obras e Saneamento do Estado (1999/2000).
RUAS foi vereador em Porto Alegre por cinco mandatos, quando exerceu a liderança da Bancada do PSOL na Câmara Municipal. É autor de leis importantes na cidade, entre as quais se destacam a Lei do Troco (que prevê a isenção da tarifa de ônibus e lotações para o usuário, quando não houver o troco devido); a Lei do Transporte Hidroviário (implanta o transporte hidroviário coletivo de passageiros no rio Guaíba); a Lei do ISSQN (terminou com a isenção do ISS para os bancos, gerando receita para os cofres municipais); e a Lei do Lixo Atômico (proíbe depósito de lixo radioativo na Capital).
A lei que proíbe qualquer tipo de propaganda que induza direta ou indiretamente à prostituição, também é de sua autoria, juntamente com a vereadora Fernanda Melchionna (PSol).
Também é de autoria dos dois parlamentares a lei que muda o nome da Av. Castelo Branco, no Centro da capital, para Av. da Legalidade, maior movimento cívico da história do Rio Grande do Sul, liderado pelo Governador Leonel Brizola.
Atualmente, PEDRO RUAS é deputado estadual pelo Partido Socialismo e Liberdade (PSol), membro do Diretório Nacional, presidente da Executiva Estadual e do Diretório Municipal do mesmo partido.
É atuante nas causas que envolvem os interesses dos movimentos sociais. Em suas propostas defende a absoluta fiscalização do Poder Público, com combate à corrupção, bem como a defesa dos direitos constitucionais à cidadania. Na prática defende a condição de moradia para todos (com prioridade para as mulheres com filhos); o transporte público regular e acessível, além da educação de qualidade e uma rede de saúde pública, que garanta o pronto atendimento proposto pelo SUS.
O combate a todas as formas de discriminação e opressão, com defesa intransigente dos direitos das minorias e a denúncia permanente dos poderosos de plantão, complementam um projeto de atuação compromissado com o bem estar do povo e com o programa partidário do PSOL.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s