Tribunal de Contas do Estado

Estive, acompanhado de  Luciana Genro e Roberto Robaina, no Tribunal de Contas do Estado apresentando as propostas do PSOL para o governo do RS. Fomos muito bem recebidos pelo presidente em exercício Cézar Miola . A atividade foi extremamente possitiva. Confesso que fiquei muito à vontade para falar sobre os dois principais eixos do programa do PSOL, combate a corrupção e questionamento da dívida do estado com a união, em um auditório lotado de pessoas  que entendem do assunto.  Segue na íntegra a notícia postada no site do TCE.

Forte abraço!

Pedro Ruas

A preocupação do Tribunal de Contas do Estado (TCE) quanto ao seu orçamento foi a pauta do encontro entre o presidente em exercício da Corte, Cezar Miola, e o candidato ao governo do Estado Pedro Ruas, no gabinete da Presidência, na manhã desta quarta-feira (11/08). Ruas foi o segundo candidato a apresentar suas propostas aos servidores da Casa, em encontro promovido pela Associação dos Servidores (ASTC) e pelo Centro de Auditores Públicos Externos do TCE (CEAPE).
Miola ponderou ao candidato que o orçamento da instituição vem caindo ano a ano e que é preciso encontrar uma solução que o ajuste às demandas crescentes que o TCE vem recebendo da sociedade. “Se comparado aos outros Tribunais de Contas, somos o que temos menor número de pessoal e maior número de julgamento de processos”, disse.
O orçamento foi também uma das três perguntas feitas pelas entidades de classe da Corte ao candidato. Ruas respondeu que não há como fazer combate à corrupção sem um trabalho eficaz do Tribunal de Contas. “Não pode o TCE crescer apenas 04 vagas em 10 anos em uma sociedade que mudou, onde foi criada, por exemplo, a Lei de Responsabilidade Fiscal. Nós temos de inverter isso, é preciso trabalhar com um orçamento digno e correto para o Tribunal de Contas para garantir aquilo que é a sua atribuição constitucional, aquilo que, do ponto de vista institucional, o justifica e que é motivo de orgulho, com condições efetivas”, acentuou.
Quando perguntado sobre o investimento em educação infantil, Pedro Ruas defendeu a criação de escolas de turno integral. “Adotamos este conceito em nosso programa de governo e propomos, no mesmo modelo, as creches. Isso se confunde um pouco com a questão do atendimento à mulher porque ele inclui o período da gestação e o cuidado com a criança até o primeiro ano para depois passar para a creche e para a pré-escola, sempre em turno integral”, explicou.
Sobre a próxima indicação ao cargo de Conselheiro da Corte, que deve acontecer em julho de 2011 e deve ser feita pelo próximo chefe do executivo Estadual, o candidato disse não admitir outra indicação que não a de um técnico para a vaga. “Temos também de lutar pela mudança desta legislação porque não podemos depender da boa vontade do governante e isso não se limita à possibilidade de vencermos a eleição”, declarou.
Pedro Ruas esteve na Corte de Contas acompanhado da Deputada Federal Luciana Genro e de Roberto Robaína. Os questionamentos das entidades foram baseados nos Pareceres Prévios das Contas do governo que o TCE faz todos os anos.

3 thoughts on “Tribunal de Contas do Estado

  1. Fernanda

    Pedro, tive a oportunidade de te assistir no TCE. Parabéns pela tua integridade e pela seriedade no trato das políticas públicas que devem atender às necessidades da sociedade, e não a interesses de poucos.
    Um abraço.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s