Entrevista para ZeroHora.com

 

Crédito: Zero Hora

Eleições | 05/08/2010 | 14h51min

Pedro Ruas aponta questionamento da dívida do Estado com a União como eixo de governo

Candidato do PSOL ao governo estadual foi o terceiro entrevistado da série especial de Zerohora.com

Atualizada às 17h18min

Candidato do Partido Socialismo e Liberdade (PSOL) ao governo do Rio Grande do Sul, Pedro Ruas foi o terceiro entrevistado da série especial com os postulantes ao Piratini promovida pela Zerohora.com. Pedro Ruas destacou o combate à corrupção e o questionamento da dívida do Estado com a União como seus principais eixos de campanha.

O candidato disse conhecer os problemas decorrentes de um possível não pagamento nos valores, mas prometeu que sua primeira atitude como governador, caso eleito, será suspender e auditar a dívida.

De acordo com Pedro Ruas, em 2009 o valor chegou a R$ 39 bilhões.

– Que dívida é essa que quanto mais paga mais cresce? – indagou.

Não pagando a dívida, segundo o candidato ao Piratini, é possível fazer os investimentos necessários em segurança, saúde e educação.

A entrevista foi conduzida pelos jornalistas Rosane de Oliveira, Francini Ledur e Rafael Soares. Ruas respondeu também a perguntas enviadas pelos internautas por meio da ferramenta de interatividade Cover it Live. A conversa teve meia hora de duração em vídeo, ao vivo, e mais meia hora de bate-papo entre o candidato e os internautas.

Assista à íntegra da entrevista de Pedro Ruas:

Segurança

 
Ruas destacou que a principal medida para reduzir os níveis de violência é investir em políticas sociais, como saúde e educação. A ideia de focar no aumento de contingente de policiais foi rechaçada:

 

– É um negócio muito demagógico – afirmou o candidato.

A má remuneração dos policiais militares também foi apontada como um problema de segurança pelo candidato. Ruas comparou os salários pagos no Rio Grande do Sul com os de outros Estados brasileiros.

Pedágios

 
Na questão dos pedágios, o candidato do PSOL afirmou ser inaceitável o controle privado. Ele lembrou que uma possibilidade é o uso de pedágios comunitários.

 

Ruas também lamentou a falta de fiscalização adequeada das vias, e ressaltou que as melhorias impostas com a existência de pedágios não devem esconder os problemas das estradas gaúchas.

Saúde

 
Pedro Ruas apontou a corrupção como um dos principais problemas na área de saúde. Segundo o candidato, escândalos e fraudes desviaram milhões do setor os últimos anos.

 

O quadro atual, conforme o entrevistado, é de indignidade com as pessoas. Para solucionar o problema, Ruas prometeu utilizar parte da verba que hoje é destinada pelo governo à publicidade.

– Publicidade do nada? Esse é o governo que faz, ou que acontece? Isso não tem sentido – destacou, lembrando que os informes publicitários só devem ser utilizados para avisar sobre questões de gestão importantes a população, como falta de água ou luz.

Educação

 
O estágio das escolas é preocupante na opinião de Pedro Ruas. Ele criticou o que chamou de “escolas de lata” do governo de Yeda Crusius, e disse que a responsabilidade de cuidar das crianças é do Estado:

 

– Não sei se teve algum governo que deu menos valor para a educação do que o atual – lamentou.

Ruas também sublinhou o problema da chamada “enturmação” promovida pelo governo, que, segundo ele, quase dobrou o número de alunos em uma mesma sala de aula.

Fonte: ZeroHora.com

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s